A Verdadeira Aliança

Giselle Galvão & Francisco Marengo

 

“Todo aquele que tenta fazer mil coisas ao mesmo tempo, termina por não fazer nada.”

 

 

 

Há pessoas que acham bonito dizer que fazem mil coisas que estão super atarefadas. Se sentem dinâmicas. Deveríamos analisar neste ponto o que seria realmente dinamismo em detrimento de desordem mental e ansiedade. Se você estiver dando conta de tudo o que faz com perfeição, sem se sentir estressado, ótimo você é uma pessoa dinâmica de fato. Porém poucas são as pessoas que podem dizer que isto ocorre em sua vida. O mais comum é ouvir : “- ainda não tive tempo para terminar....”   ou  “Estou atrasada com determinada tarefa.” Ou ainda : “Está uma correria isso aqui...” “são tantas coisas que me esqueci...” 

O pior de tudo é que essas pessoas ainda colocam a culpa nos outros, quando são elas mesmas que assumem tantas responsabilidades para si próprias. Geralmente por serem naturalmente desordenadas. Muitas vezes as obrigações nem são tantas, mas as formas como elas são executadas são desregradas tornando o ambiente um verdadeiro caos.

 

Temos uma tendência a deixar para depois aquilo que não gostamos de fazer, fazer outras coisas na hora que deveríamos fazer determinadas tarefas, e depois se alguém nos pede um favor ou toma um pouquinho de nosso tempo com certeza ele será o culpado de nosso atraso.

 

Um magista não se pode dar a este luxo. Um magista deve ser disciplinado   “dis-ci-pli-na-do” ainda que esta palavra seja insuportável de se escutar. A primeira  tarefa que o iniciante despreza deveria ser a principal de todas: “o autoconhecimento” – isto porque ele tem sede de informações, de fórmulas mágicas, de mudar a sua vida. Mas só depois vai compreender que tudo começa em si mesmo e que na verdade será uma grande perda de tempo seguir sem antes fazer o que seu mestre mandou: “conhece a ti mesmo.”

 

Um magista deve ser como um guerreiro samurai, ele tem que ter horários pré-determinados. Mas antes de tudo deve ter uma Vontade superior e forte. Se ele escreveu em sua agenda: “Vou levantar às 5 da manhã e meditar ou subir uma montanha.” Ele irá levantar e nada lhe  impedirá, nem a preguiça, nem a cama quentinha, nem a chuva, nada!

 

Se ele odeia realizar uma tarefa, a realizará mais vezes  até que não lhe incomode mais realizar a dita tarefa. Um magista não pode distrair a não se nos momentos que estão designados à descontração e o lazer e mesmo assim ainda manterá o seu tradicional estado de alerta, pois sabe que a qualquer momento, ou melhor dizendo a cada instante de sua vida ele poderá ser testado. Um magista sempre realiza suas tarefas com atenção e precisão, ou seja de forma impecável, pois só assim ele pode alcançar o que almeja. Isso porque ele sempre mantém o foco em sua meta que é estabelecer a sua Vontade Superior.  Um Magista sempre tem uma meta e esta meta há de ser o foco mais importante de sua vida e sua vontade será direcionada totalmente a este objetivo, e ele vencerá, mas no entanto não será a vitória ou a conquista de determinada situação que será o motivo de seu regozijo e sim o sabor da luta pela conquista, o aprendizado a cada passo mesclado com o aprendizado seja na vitória ou na derrota de cada batalha diária.

 

 O objetivo do magista pode ser muito variado ou  traçado de diferentes formas, muito diferentes  do que a mentalidade profana imagina, que neste particular acredita que o magista almeja tão somente sua iluminação. Um Magista pode ter os mesmos objetivos que uma pessoa comum poderia almejar: “seja dinheiro no bolso, um bom emprego, um bem material, etc.” Só que ele sabe usar a magia para seu benefício, utilizando-se de uma máxima da conquista de Poderes Mágickos onde ele evita o desperdício de energia. Ele entenderá que como ser múltiplo que é, todas as suas partes deverão estar em perfeita harmonia consigo mesmo e com o Universo para que alcance o seu objetivo. Todas estas partes devem estar centradas no mesmo objetivo.

 

“Mens sana in corpore sano”

 

Quem nunca ouviu a referida frase acima?  Vamos considerar neste módulo que o homem seja apenas corpo, mente e espírito, embora haja outros corpos que o constituem esses 3 princípios já são suficientes para o bom entendimento deste estudo. O homem como “corpo” é um ser totalmente material ligado tão somente a este mundo físico que vive. O homem como “espírito” é um ser totalmente de outra dimensão que não tem compreensão de como sobreviver neste mundo material porém trás consigo muitos conhecimentos mais além desta existência atual e além da compreensão do corpo. E a mente é o intermediador entre estes dois corpos. Consideremos ainda que tanto o espírito como o corpo tem suas mentes próprias, a mente do corpo é os sentidos que nos fazer reagir. Esta terceira mente que me refiro é a “Consciência”.

 

A consciência não pertence nem ao corpo e nem ao espírito e sim é um mediador entre os dois. Poderia alguém me dizer em que órgão está à consciência?  Muitos poderiam responder que está no cérebro, mas isso não é verdade. Muitas pessoas quando estão desmaiadas, não tem consciência do que está ocorrendo com seu corpo, mas tem consciência de onde está seu espírito por exemplo e quando voltam relatam os fatos de suas viagens astrais. Muitas pessoas quando acometidas de grande dor abandonam seu corpo. Ou seja a consciência se afasta do corpo para não sentir a dor.  Bem neste caso você poderia dizer que então a consciência está no espírito, mas isso tampouco é verdadeiro. O espírito sim tem uma consciência plena de sua existência, mas esta não é a mesma consciência da vida atual pois ele não é apenas o que somos em cada encarnação. Sendo assim temos que considerar a consciência como algo externo e alheio tanto ao corpo quanto ao espírito. Como já disse antes é o intermediador. O magista deve então estar em harmonia com estes três princípios “corpo – mente e espírito” se deseja que suas aspirações se cristalizem.

 

A primeira coisa que você deve fazer agora é parar tudo por uns minutos e pensar em tudo o que escrevemos. Se considerar que estamos errados pare seus estudos agora mesmo e busque outros instrutores ou caminhe por seus próprios pés. Porém se achar que temos razão experimente seguir o que dizemos, mas siga com vontade e determinação pois para o magista não há meias verdades, assim como não haverá também meios ensinamentos. Não queremos que viva pela metade, queremos que seja um  ser por inteiro, livre e realizado. Claro que o caminho é um mar de rosas, mas não esqueçam que as rosas possuem espinhos e nestas paragens eles não haverão de faltar, só lembro que tampouco faltarão  pétalas macias. Se você acha que temos razão e quer mudar. Mude! Mas mude agora! Mude agora porque não existe depois, não existe futuro... A vida é um eterno presente.

 

Se você tomou a decisão de mudar, faça-a com muita intensidade. Faça-a verdadeiramente dentro de você, formalize esta decisão e focalize-se nela a cada dia, a cada minuto, a cada segundo. A partir de agora você vai se policiar constantemente, vai se transformar num homem autoconsciente de todos os seus atos, terá em suas mãos o domínio de todos os teus impulsos, sentimentos e reações. Terá consciência plena do Universo que te cerca e de todas as suas potencialidades. A partir de agora você realmente passará a SER. Um Ser Inteiro, significa ser íntegro e verdadeiro principalmente consigo mesmo, pois um Magista jamais cometerá o auto-engano. Conhecerá plenamente a sua essência. Não mais vai ser ligado a grande massa do conformismo que se deixa levar, não mais será a ovelhinha do rebanho. Agora você será o Leão, será uma estrela, e olhará para os fatos de sua vida, com se observasse às coisas da Terra do ponto de vista do Sol.  Já pensou qual é a dimensão da visão de uma estrela de 5.ª grandeza como o Sol em relação ao Universo? Sim, o Sol é uma estrela, e você que estrela deseja ser?

 

 

 

" Nunca tenhas medo de lutar pela Verdade e pela Justiça, perdoai os vossos adversários, mas vencei-os antes!"
 

E.I.E. Caminhos da Tradição
http://www.cursosdemagia.com.br