O PRÓXIMO PASSO

por Francisco Marengo





"Enquanto o Universo não estiver assim despido diante de ti, tu não podes estudar-lhe bem a anatomia. As Tendências da tua Mente jazem mais fundo que qualquer pensamento, pois elas são as Condições e as Leis do Pensamento; e são estas que tu tens de reduzir a Nada. Este Caminho é mui seguro; mui sagrado; e seus Inimigos são mui terríveis, mui sublimes. É para as Grandes Almas o entrar neste Rigor e Austeridade; a Elas mesmo os Deuses rendem Homenagem, pois é o Caminho da Máxima Pureza."
(Fragmento de Liber Aleph por Aleister Crowley)



        Faz o que tu queres há de ser tudo da Lei

Já disse anteriormente que a S.O.T.O. Brasil poderá ser tudo o que quiserem, exceto algum tipo de seita com algum autointitulado mestre superior de alguma coisa, colocando Thelema como um tipo de religião e Crowley como um profeta apocalíptico. Sou absolutamente contra uma coisa ou outra, pois não aceitei Thelema e a filosofia Hermética e Oculta como um tipo novo de dogmatismo fanático e iludido, como querem alguns membros de outras Organizações Thelêmicas ou quiçá da
própria S.O.T.O.

Onde está o dogma não pode existir a lucidez intelectual, que isso fique bem claro em vossas mentes.

Conheci Thelema muito tempo antes dela ser tratada por mim como Thelema, e como disse meu instrutor: " de que adianta eu apontar o dedo para mostrar-lhe o espaço infinito, se a única coisa que consegue vislumbrar é o meu próprio dedo".

Somos a antítese do Caminho da Ilusão Egóica. Não acreditamos que o conceito de Verdade esteja pairando realmente em algum lugar do espaço cósmico, como se um ponto distante da essência humana.

O espaço-tempo é um ato contínuo onde se mesclam o passado, o presente e o futuro, fazendo assim, que nós estejamos ligados por um laço de afinidade astral e espiritual.

Tudo se baseia na verdade em meras chaves. Estas chaves uma vez ensinadas e aplicadas em sua psique fará com que o vasto campo ilusório dos sentidos se apague gradualmente, ampliando cada concepção pessoal a um novo conceito já não tão ambíguo.

As certezas nascerão a partir de cada realização pessoal, trazendo em seu bojo o significado de cada realização.

A partir destas certezas, a rigidez se quebrará, e o conceito do Caos reinará e se aplicará em suas consciências com a percepção de que esta rigidez nada mais foi do que uma tolice necessária a uma mente tola e
limitada.

Daremos largas gargalhadas ou choraremos profundamente após a compreensão perfeita do Conceito de Realidade.

Nosso objetivo aqui é a Iluminação Metafísica de nossas mentes, a qual fará que desarraiguemos aquela parcela nossa e mui íntima do Eu Superior, de Adonai, do SAG, para que definitivamente ela se aposse de nosso Ser por inteiro.

Após isso só haverão futilidades necessárias ao plano ilusório, e realidades absolutas ao nosso plano de Assunção Espiritual.

Meu desejo é que cada um aqui alcance o seu momentum de glória pessoal. Isto é um estado de Ser Especial na existência de cada um.
Talvez um estado de graça ou de real lucidez, como gostam de dizer as seitas dogmáticas. Será um incrível paradoxo.

A mente pode construir, destruir, autodestruir e criar realmente no plano de Maya. Não há nada que nossas mentes possam descobrir por meios ritualísticos e mágickos, que não será uma realidade científica num futuro próximo. Esta é a próxima etapa do desenvolvimento humano.

Por isso mesmo, aceitei Thelema como um caminho de autoconsecução espiritual para essa nova etapa.

Nós somos hoje o reflexo do nosso passado, nós seremos no futuro aquilo que refletirmos em nossos caminhos.

Expandir a mente é torná-la criativa. Isto só é passível se os conceitos de culpa e pecado caírem por terra. Somos Filhos do Sol, Divindades do Amor, da Harmonia e da Liberdade.

Regozijemo-nos com isso.

Amor é a lei, amor sob vontade.