PODERES ANCESTRAIS


Escrito por Francisco Marengo 

 




Faz o que tu queres há de ser tudo da Lei 
--------------------------------------------------------------------------------

"Deve-se ter em mente, que um ocultista treinado, especialmente de um alto grau, tem uma personalidade extremamente magnética, e isso pode perturbar aqueles que não estão acostumados com forças psíquicas de alta tensão. Pois ao passo que uma pessoa que está madura para o desenvolvimento desabrocha rapidamente uma consciência superior na atmosfera de um iniciado de alto grau, a pessoa que não está pronta pode descobrir que essas influências são profundamente perturbadoras. Um adepto que permite que pessoas inadequadas penetrem o seu campo magnético é digno de reprovação por sua falta de senso e discrição, mas ele não pode ser justamente acusado de abusos de poderes ocultos. Ele emana força involuntariamente e não pode ajudar a si próprio. Os maiores adeptos sempre vivem em reclusão, não só porque precisam de solidão para o seu trabalho, mas porque a sua influência sobre almas despreparadas produz uma reação muito violenta, e isso termina na Cruz ou na taça de cicuta. " (Dion Fortune - Autodefesa psíquica)

" Seja sempre uma versão em primeiro plano de você mesmo, em vez de uma versão taxada por alguém em segundo plano." (Judy Garland)

--------------------------------------------------------------------------------




        Faz o que tu queres há de ser tudo da Lei 



        Um ponto da vista pode ser tão elementar quanto uma especulação ocasional ou tão intrincado quanto um sistema filosófico. Eu estava na África do Sul à trabalho e aproveitando um curto momento de lazer aproveitei para visitar um shopping e como não poderia deixar de ser, uma loja de produtos e livros esotéricos. Adentrei a Loja e fui diretamente para seção de livros, começando por folhear algumas obras conhecidas de Israel Regardie quando um rapaz ao meu lado me disse: "This is an excellent book, The Garden of Pomegranate!" Não lhe dei muita atenção, julgando ser um vendedor da loja, do outro lado estava uma moça comprimindo suas mãos em sinal de nervosismo. De repente uma outra moça abre à porta de uma pequena sala e chama a moça nervosa. Percebi que o seu nervosismo se dava em virtude a possível uma leitura de Tarot. As pessoas sentem medo e talvez uma possível angústia quando estão prestes a enxergar seu futuro ou aspectos mais profundos de sua vida. Normalmente elas não aceitam que outros possam lhes apontar seus possíveis erros, mesmo que isto possa se reverter em aspectos mais salutares para suas vidas. Voltei em direção ao rapaz que também estava lá absorto folheando outros livros, quando percebi que não se tratava de um vendedor da loja. Impensadamente perguntei: "Are you thelemite, aren't you?" E ele me respondeu: "Yeah, very difficult ordeal, hã? There's no victory without lost!" (traduzo: "Sim, ordália difícil, não? Não há vitórias sem perdas".) Nesse mesmo instante outras pessoas que estavam comigo me chamaram e não pude dar continuidade a nossa interessante conversa. Mas pude entender perfeitamente o que ele queria dizer. A sempre um preço a ser pago, quando se busca a conquista de algo. Através do estudo de uma Tradição antiga tentarei aqui revelar abertamente um segredo mágicko antigo e ancestral, tido como grande mistério da casa de Deus.

        Sob todos os aspectos num trabalho mágicko o magista deve ir sempre de encontro com a pureza e a santidade da força espiritual que pretende manifestar. 

        Qualquer emanação de energia desprendida num ritual colocam o magista em contato com uma força compensada divina e uma força descompensada demoníaca. Se o magista não aprende a compensar uma força com a outra ele provavelmente sucumbirá ou será corrompido por não conseguir neutralizar o equilíbrio de forças em seu interior. Daí o grande número de pessoas que se dão realmente muito mal quando intentam a realização de fórmulas mágickas, evocações ou até mesmo de rituais. 
Um sistema intitulado "A Sagrada Magia de Abramelin" ficou famoso nesse aspecto por obsediar pessoas despreparadas, que ainda não haviam aprendido a fazer a compensação energética interior. Como acredito que muitos leitores já devem ter presenciado algum Rito Afro-brasileiro tal como o Candomblé ou mesmo a Umbanda, deverão ter notado a preocupação de seus oficiantes ao procurar neutralizar ao máximo as influências demoníacas em suas manifestações espirituais e ritos. 
Já dizia Levi: "Um preguiçoso nunca será Mago". Me surpreende as pessoas que gostam de fórmulas mastigadas e receitas inconseqüentes de feitiçaria, e ainda se julgam dignas como magistas. Mal sabem elas o karma que estarão atraindo para si. Se tais pretensos magistas se dessem ao trabalho de ler, verificariam que em qualquer campo de trabalho a nível energético ou mental, você entra impreterivelmente em contato com a polaridade oposta desta energia. Se trabalhar os Chacras despertará a Kundalini, se trabalhar com as sephiroth ou esferas da Qabalah automaticamente despertará as temíveis Qliphot. A polaridade oposta nada mais é do que uma fórmula de compensação criada pela Natureza Divina, pois a falta de equilíbrio como todos já estão cansados de saber levam qualquer embarcação à deriva, mesmo que esta embarcação seja o próprio homem. As emanações divinas ou infernais, os nomes de poder, o sistema planetário astrológico, a Qabalah e o hermetismo, confecções talismânicas, são padrões e estudos largamente reconhecidos nos verdadeiros templos atuais e nos santuários antigos pelos Iniciados, que os estudam com afinco e dedicação antes mesmo de enveredarem à práticas mágickas mais profundas. 

        Sem uma metodologia de trabalho apropriada o magista incauto é considerado pelos planos invisíveis como traidores dos espíritos e como corruptores ou profanadores daquilo que deveria ser Sagrado. E para eles só restará aprender uma amarga lição kármica. Esse é o destino que espera aqueles que manifestam as forças do espírito na matéria sem o método mágicko apropriado. Quem não se lembra ou não ouviu falar da infeliz tragédia que acometeu a todos os profanadores da tumba de Tut-ankh-amom. 

        Assim deixo aqui um aviso e um alerta sobre toda a grande gama de pseudoesoteristas que povoam principalmente os meios de comunicação nos dias de hoje. 

Amor é a lei, amor sob vontade.