RESPOSTAS À UM UMBANDISTA

BY FRATER MAGISTER

 

 

Estudante: Boa tarde Frater ,vou  lhe explicar: Eu sempre dou as obrigações do meu santo que e Omulú ,mas sempre ando com alguma coisa de ruim na saúde nada que seja desta terra pois meus exames são ótimos , faz tempo que penso em te perguntar o que eu deveria fazer para me ajudar a equilibrar meu organismo, muitos problemas de estomago, sei que estou com as 7 fontes de energia desequilibradas, por motivos de eu ser muito irritado, severo e durão. Sei de mil feitiços, ervas orações etc. Mas Acho que na magia neste caso se alguém de fora como você der um conselho e bem melhor santo de casa não faz milagre, e vi no decorrer do tempo que você e como eu fechado durão, mas e um cara que sempre esta em busca de conhecimentos e se você puder me dar uma orientação ficarei muito feliz, grato. Exu diz que não tenho nada, corrente nossa diz que está tudo ok, mas to com problemas de estomago graves, sou um guerreiro a anos atrás quase morri por um bando de energias nefastas que me derrubaram quase morto sem ter doença durante 4 anos fui atacado por tenebrosos, sou filho de um cardeal de Roma ai você já imagina, por isto quem me fala que sofre e da uma de moça não sabe hóquei e sofrer já era durão hoje sou mais ,Bom se puder me dar uma ajuda com seus conselhos ficarei grato curo as pessoas mas a mim não .CAMINHE NA LUX ! 

Caro IRMÃO;

 
Me alegra ver a sua Grande Obra com os espíritos e orixás. A maneira em que você criticou suas experiências que teve previamente durante suas aventuras espirituais pareceram-me singulares, prudentes e corretas. Vou lhe explicar alguns pontos práticos e perniciosos os quais nós não temos tempo para cuidar e isso de qualquer maneira me parece melhor serem esclarecidos do que enfrentados.

1) É de primeira importância que você compreenda minha posição pessoal. Não há nada, nenhum mal em fazer exame de sua vida como um instrutor, mas certamente ao fazê-lo serei também um “companheiro de estudos”, ou, se conseqüentemente você o desejar, “companheiro no sofrimento”, parece-me uma definição mais apropriada.

O clímax de minha vida, todos os resultados de meus trabalhos e estudos estão descritos com detalhes em www.cursosdemagia.com.br/ensaios.htm
Houve época no meu início de aprendizado que o esoterismo me era completamente ininteligível, e extremamente desagradável o "não-saber". "Mexer" com Magia como é o caso da maioria de Umbandistas, Candomblistas e Kimbandeiros. Lutar de encontro a este Saber Ancestral e julgar que se sabe tudo, é mais do que provado ser algo irresistível para muitos pseudoesoteristas.

Eu não quero ser injusto com os irmãos das seitas afro, mas posso conceituar que minhas investigações pessoais foram de grande importância para o estudo da Magia e o Misticismo no geral, especialmente minha integração de diversos sistemas existentes do pensamento filosófico em qualquer lugar no mundo, sendo os mais notáveis de todos os que são identificados com o sistema do Rei Salomão e com isso a da Qabbalah.  
 
Sinto muito ver que você está num estado de aflição. Com respeito a Omulú ele é o Orixá que o atrasa em partes, todos sabem que ele pode trazer doenças incuráveis para seus filhos, assim como em contraposição a isso ajuda seus filhos a exercerem trabalhos de cura milagrosos.  
 
A razão que associo a Qabbalah a meus estudos é a severidade como regra onde penso ser mais eficiente em todos os primeiros estágios de um trabalho espiritual. 
 
O primeiro passo é você entender que o momento chegou e será necessário mostrar um valor perfeito para se decidir rapidamente e irrevogavelmente do preço à pagar.
 
Seu pai é Cardeal, você um sacerdote de seita Afro-brasileira, parte dos seus problemas tem um fundo claro psicológico, e isto é algo permite o espiritualista se equivocar.
 
Qualquer tipo de coisa não será nada a menos que você possa ver claramente na simplicidade da certeza. Todos estes sintomas e insegurança que você sente por determinadas coisas não são nada mais do que veneno moral. Para que serve um Pai de Santo se você não tiver um intuição, um instinto que permita você distinguir entre um ataque genuíno e um falso?
 
Seu estado mental sugere que você deve ter estado, no passado, sob a influência daquelas pessoas que sempre estavam discutindo seus problemas, e no fato que você nunca não fez nada à respeito. Palpites associados à inveja, a mola mestra do mal. 
 
Discutir todo o tipo de pontos filosóficos obscuros pode ser bom, mas só quando você se encontrar bem sucedido ao analisar suas reações e  compreender que todas suas dores são uma desculpa para não realizar um trabalho realmente sério, com conhecimento de causa.

Assim você  deve dizer: “Eu não quero incorporar mais conflitos em minha vida. Eu necessito a paz. Paz verdadeira, essa que está viva e não suspensa.
 
Entenda que todo o tipo de vida é um conflito. A cada respiração de seus pulmões representa uma vitória na sua luta pela vida no universo. Você não pode ter a paz, sem os mestres necessários das circunstâncias; e eu imagino que este é aquele que fala: você vive!
 
Não obstante a primeira conseqüência quando você invoca os Orixás junto com este mar de pensamentos revoltantes, é dizer em primeiro lugar: “Prosperidade,  quietude e paz.”
 
No momento em que você compreende que estes pensamentos revoltantes tem vida (forma-pensamento) e raciocinam porque são verdadeiramente, as ferramentas dos seus inimigos físicos e astrais, criadas com a idéia de evitar que você iniciasse o seu trabalho espiritual  - no momento em que você faz uma reflexão e impõe uma direção aos seus Orixás, você encontrará essa vida de paz que (como me parece que você percebe) pois é uma condição dinâmica e não-estática.
 
Realmente o caso de seu pai ser um Cardeal é de fato uma ironia do destino.
 
Cuidado com as pessoas com quem você se associou no passado.
Minha posição é muito simples. Se eu precisar comprar uma galinha preta, para realizar um trabalho para mim, eu o farei sem dizer nada à ninguém.
 
Se o seu pensamento for forjado desta maneira, você obterá a liberdade perfeita neste plano dos discos - o mundo material.
 
Todas as Ordens sérias do mundo, ou quase todas, insistem que o aspirante tem que aceitar fazer um juramento e resistir as Ordálias que seriam impostas inclusive em Ordens religiosas a imposição do voto de pobreza e do silêncio.

Nossa Ordem é a única exceção; e a razão disto é que é muito mais difícil reter sua pureza quando se separa do mundo. É muito mais fácil alcançar lucros técnicos da vida se você não for oprimido por nenhumas considerações deste tipo.
 
Estas regras impedem a uma pessoa a ajudar o mundo à sua volta. Os perigos terríveis existem, mas o mais terrível de tudo é não compreender os mistérios e ficar de fora desse mundo fantástico e mítico. Em minha opinião pessoal, em maior ou em menor grau, parece-me que nosso próprio ideal, como místicos, de uma vida natural plena está muito mais completa do que a de outros.

Quando você descobrir isso, quando começar a viagem rumo ao seu interior, e compreender um pouco de suas últimas encarnações, você compreenderá esta resposta que lhe dou, de uma maneira desobstruída e simples.
 
Khonx Om Pax!
Luz em extensão!
 
Fraternalmente;
F.M.
E.I.E. Caminhos da Tradição
 
"O Mal e o Bem não existem no Universo; para o tubarão o Mal é o arpão do pescador, para o pescador Bem é a mesa farta para sua família. Para os homens estúpidos, o Mal, está naqueles que tentam fazê-lo pensar."