MAGIA  E GNOSE 

THELÊMICA

Aplicações Práticas

 ©Francisco Marengo


 

"Tudo tem fluxo e refluxo; tudo tem suas marés; tudo sobe e desce; tudo se manifesta por oscilações compensadas; a medida do movimento à direita é a medida do movimento à esquerda; o ritmo é a compensação." O CAIBALION

 

"Levanta-te! pois nenhum existe como tu entre homens ou entre Deuses! Levanta-te, ó meu profeta, tua estatura sobrepassará as estrelas." LIBER AL II, 78

 

Faz o que tu queres há de ser tudo da Lei

 

Sei que todos aqui já passaram por esta vida por aqueles momentos de sincronicidades, quando uma sucessão de fatos vai ocorrendo e se encaixando, como se premeditado, sendo que por vezes tal entrelaçar, nos trás o sucesso almejado. Tais fatos poderiam ser chamados de mágickos, por assim dizer, mas a exceção de nossa ânsia mais do que normal para que nossas coisas dêem certo, não havendo aparentemente nenhum agente por assim dizer que seja responsável por tais acontecimentos. 

Se a ciência material ocupa-se da Lei de Sincronicidades para seu efeito presumível, este às vezes poderia falhar em determinado momento, quando algum fator físico adverso se fizer presente, e naquele momento não for detectável pelo cientista. O magista por sua vez obedecerá esta mesma sincronicidade, mas aliará o seu conhecimento e a sua sabedoria a fórmula apropriada para realização do ato mágicko, e só será suplantado em seu ato, se uma força adversa possua uma Vontade mais desenvolvida do que a dele, nesse caso chamaremos esta Vontade de Poder. 

Mas, em todo caso, o desconhecimento dos mecanismos que impelem o funcionamento das leis naturais, também poderão ser fatores decisivos para a derrocada do Magista ou do cientista. Ambos não se prostrarão a nenhum deus ou fator, assim como, tentarão abolir inteiramente de seu percurso, os fatores casuais de inconstância. Ambos estão à procura através da experimentação mágicka ou científica do conhecimento ou do saber. 

Contudo, se o cientista bem intencionado (pois existirão os mal intencionados que orientam suas pesquisas em busca de novos aparatos bélicos de destruição) dirigir suas pesquisas para um fim como um benefício de uma comodidade ao homem ou até a cura de uma doença, o verdadeiro Magista estará dando sua contribuição para Liberdade e a emancipação do ser humano, pois se a finalidade de seu ato é a satisfação única de seu anseio pessoal, este ato, de certa forma egoísta, se transformará do ato mágicko, em um ato de feitiçaria. Então se o primeiro fim é específico poderíamos dizer que a finalidade mágicka com recheios de nobreza e elevação se resume no trabalho da Grande Obra. 

Na Magia Africana, menciona-se o equilíbrio entre os centros energéticos da esquerda e da direita para realização do ato mágicko, assim em Magia(k) haverá o trabalho da baqueta e da espada, mas seja da forma que for deverá ser sempre direcionado a este nobre objetivo, que não me cabe aqui julgar quais sejam, pois estaria fatalmente aplicando conceitos pessoais. Caberá a cada um aqui julgar a realização do seu ato mágicko, mas, que esteja pronto para assumir as conseqüências da energia que desencadear. Crowley disse em seu livro "Magick - Teoria e Prática" que Magick é para todos, mais tarde, um conhecido escritor aproveitando-se deste ensinamento, disse que "a Magia é o caminho das pessoas comuns", formas diferentes de se dizer a mesma coisa.  

A grande diferença de Crowley para muitos, mas muitos esoteristas, é que ele deixou cair sua máscara, e ficou inteiramente desnudo a frente de todos, ele não teve medo de expor a sua essência a todos, ele realmente se expôs, como poucos fizeram, e pagou o seu preço ao imputar a si mesmo a "Coroa do Iniciado" publicamente. Poucos entenderam que a natureza solar da besta, emana na transcendência espiritual de qualquer ser humano. Esta natureza solar que guematricamente associá-se ao número "666" é tão intrínseca no ser humano, quanto a natureza do "Logos Chrestos" tão conhecida pelos gnósticos. Ora, se o ser humano sobrepujou as outras espécies o fez inicialmente por ser também de natureza predadora, e posteriormente por atingir o senso da convivência social. É mais do que comprovado o poder e o senso de sobrevivência que irmanam na "Alma Grupo" de algumas espécies do reino animal e insetívoro. Não concluo com isso que seja favorável a depredação das espécies inferiores, muito pelo contrário considero-os como nossos irmãos menores, cuja evolução dependerá única e exclusivamente de nós.  

Assim entenderemos nesse primeiro instante que a intenção que leva a um ato ser bem sucedido, torna esse ato, um ato de Magick... A vida do ser humano em sua intensidade de propósitos, é um ato de Magick, a aplicação da força correta e dosada para obtenção de um resultado é um ato de Magick. (Muitas vezes por analogia, os homens pretendem quebrar uma pedra com o auxílio de uma pena, assim isto provará que o fracasso será oriundo a não compreensão plena do postulado do sistema, o que jamais poderá ser atribuído a qualquer força adversa). 

Quando o ser humano está em luta com sua essência, este não pode ser considerado como um "ser" dono de sua "Vontade", e que portanto se distancia de fato de seu papel num determinado plano material de existência. A essência do indivíduo constitua-se por fatores absolutamente naturais a todo ser vivo, mas se esta essência não é compreendida, o indivíduo afastá-se do seu caminho pois não compreende a si mesmo. Por isso mesmo jamais deveríamos impor a quem quer que seja o caminho a ser seguido, uma imposição que leve a influenciar à alguém é considerado pelos thelemitas como um ato de feitiçaria, que entra em conflito com as Leis Universais. Devemos sim, até por uma obrigação maior, tentar abrir a mente do indivíduo, para que ele encontre a sua Verdade, sua e de mais ninguém. Quando foi dito por aquele mesmo escritor que o Universo conspira a favor daqueles que estão em busca de seus sonhos, Crowley em seu livro Magick, já havia dito que "um homem que faz sua Verdadeira Vontade tem a inércia do Universo para ajudá-lo. Sede fiel portanto aos seus Verdadeiros Princípios para que possa se sentir plenamente adaptado ao seu meio. Não devemos nos sentir estranhos ao nosso meio, como muitos fazem questão de afirmar, pois mais estranhos seriam aqueles que se distanciam dos fatores essenciais a uma vida plena e saudável.  

Todos sabemos que usamos uma ínfima parcela de nosso cérebro, cuja maior parte permanece um enigma até para os mais experimentados pesquisadores. O sistema Magick encarrega-se no entanto de uma maneira sistematizada de levar o ser humano ao desenvolvimento pleno de suas potencialidades, assim fazendo alicerçado ao conhecimento pleno das leis naturais o homem poderá conceber esta natureza dentro de si, e compreender plenamente o desenroscar de forças sutis sobre os planos da matéria, podendo transmutá-los dentro de si. Assim fazendo-o sua Vontade se torna Una, com força-impulsão do Universo, fazendo assim a propagação do efeito de Magick. Nesse caso o "Corpus Hermeticus"do Magista se tornará um receptáculo das energias do universo que poderão ser dispersadas, conforme a sua Vontade, cujo limite estará somente no seu desenvolvimento capacitivo mental.

Assim simplificamos o pensamento Mágicko dizendo que somos completos ao estarmos em harmonia com a vida, principalmente quando utilizamos os fatos de nossa vida e de outros como fontes de conhecimento, desde que isso nos leve a um autoconhecimento de si mesmo. Devemos ser autênticos e obedecermos aos nossos padrões. Tais padrões deverão nos garantir a nossa preservação. E fazendo assim, ninguém poderá intervir diretamente em nossa vida, pois eles é que errarão. Em Liber Al : "Todo homem e toda mulher é uma estrela".  

Desfazer o emaranhado de fios que envolvem a disciplina Mágicka é a minha intenção neste ensaio, o qual eu espero que lhes sejam propícios. E que todos os seres sejam senhores de suas vidas, e que saibam conduzi-las de forma apropriada.

Erra, entretanto, profundamente aquele que julga os seus conceitos como absolutos e incontestáveis. Tais pessoas em sua maioria não viveram uma coalizão dos aspectos práticos e teóricos de seu sistema filosófico.  

Eu particularmente no início de meus estudos, sempre me choquei com determinados aprendizados por ter inicialmente mente embrutecida por conceitos filosóficos vazios, ante o inevitavelmente verdadeiro. Todos os princípios sempre nascem de experiências psíquicas e mágickas, e que podem explicar sob um outro prisma a maioria dos dilemas da física moderna de hoje. Não é à toa que grandes pesquisadores e cientistas do passado eram místicos por assim dizer. Temo, entretanto, que muitas descobertas ainda nos dias de hoje, sejam acobertadas, talvez por pressões governamentais; talvez atendendo a um jogo de interesses. Dou um único exemplo ao afirmar que a humanidade não precisaria mais se submeter às pressões de organismos internacionais para aquisição de petróleo, cuja grande gama de seus derivados, já foram criados pela ciência de uma forma sintética, não poluente e menos agressiva ao meio ambiente. Já foi comprovado que o motor de automóveis movidos à água pela dissociação da molécula H2O,  é uma alternativa viável que revolucionaria os meios de transportes terrestres. Mas, infelizmente há o lobby alicerçado por um enorme jogo de interesses.  

Neste aspecto de capitalismo cruel e anti-social têm as idéias que tentam explicar a verdadeira natureza do ser humano, de sua alma como um ente supranatural, dos planos invisíveis de consciência e do éter como substância sutil a compor toda a natureza, como idéias absolutamente radicais, por alguns e pela maioria das crenças dogmatizadas como idéias heréticas.  

Isto pode soar estranho, mas o fato é que a Ciência Hermética não está em absoluto divorciada da teoria científica moderna.

Muito pelo contrário carrega também uma similaridade impressionante com esta a ponto de surgirem cada vez mais novas teorias que tentam explicar a natureza humana e suas origens. Os estados sutis do campo energético e espiritual já estão sendo aceitos por alguns como  simples "cordas" de um violão com seus acordes que vibram simplesmente em freqüências particulares.  

A velocidade e o teste padrão do fluxo do Éter cósmico são determinantes de quase todas as propriedades físicas.  

Como então tentar explicar o sistema Magick, entidades supranaturais, etc. Imaginemos os conceitos fundamentais de luz, calor, frio, etc.  Vamos associar tais sensações como fluxos etéricos simplesmente causados por processos naturais e que se relacionam com os nossos sentidos físicos. Agora vamos associá-los a um fluxo etérico complexo composto pelo nosso campo emocional e de sensações psíquicas tais como o medo, o amor, etc.  Assim basicamente teríamos a sensação do frio interligada ao medo, do calor ligada ao amor e a afetividade. Alicerçaremos agora tais princípios a componentes químicos do corpo gerados pelos estado e emoções, assim o ódio gera componentes ácidos, o amor gera componentes alcalinos. Em química alguns elementos químicos interagem melhor no organismo em um meio ácido, outros na neutralidade.


Desde que todos os nossos sentidos e experiências convencionais tratam dos fluxos etéricos simples que definem a propriedade de tudo o que existe no aspecto químico-material, tudo o que interage conosco nos leva a uma introspecção real, para a compreensão plena dos sentidos e experiências. Tais experiências poderiam então ser completadas como um completo sistema de analogias que nos levaria a compreender definitivamente o aspecto mais profundo do ser representado pela alma humana.


A compreensão da alma humana afeta profundamente as propriedades materiais ou físicas em nosso interior, cujas descobertas frustrariam de muitas maneiras a corrente cética da ciência moderna. O que muitos ainda não compreenderam, e que Crowley compreendia muito bem, é que a grande alavanca da compreensão da psique interior está na compreensão da relação humana com uma classe de seres que existem desde os primórdios oriundos de diversas correntes mitológicas, tidos como deuses e sua relação com o homem. Experiências fantásticas podem ser atingidas na interação com estes deuses, e que podem pela sua relação íntima através de um fluxo etérico simples transmitir estados energéticos ao campo astral humano, cujos efeitos se dão de forma bastante palpável apesar do desdém da corrente cética ou dogmatizada; o poder de manifestação da corrente Magick existe de fato de forma a trazer resultados extremamente palpáveis. A natureza da alma é a luz, e a luz é a própria propagação do éter cósmico nos planos de manifestação. 
 

Mas então de que maneira prática a corrente Thelêmica  de Magick pode nos ajudar no que concerne a nossas vidas?  

Vamos por analogias. Imaginem um pêndulo cujo fluxo de movimento oscila impulsionando o movimento seguinte. Vamos chamar este movimento de freqüência natural. Agora imaginem que a maiorias de coisas têm uma freqüência natural em que quando vibrem em sintonia a chamemos de freqüência harmônica. Agora pensemos num simples balanço do parque. Se eu empurro o balanço  de forma precisa e direita, a energia no balanço acumula. Se eu empurro num momento errado, a energia do balanço começa a ficar reduzida. Ora,  um dos principais elementos que vão de encontro com a nossa existência ou potência física é a conservação de energia. Nós sabemos que o cérebro não pode produzir muito muita potência por si só, e precisaríamos de uma alta potência para exibir, por exemplo, um movimento telecinético, por exemplo. Por outro lado, qual a transformação que não necessita quantidades enormes de energia? Simplesmente todas, e toda conservação de energia é registrada no cérebro com uma mudança no seu estado eletroquímico. Supondo agora que você tenha um pensamento sobre um objeto ou objetivo particular. Deixe que o poder do verbo seja dito de uma só vez em alto e bom tom, a palavra que o pensamento do desejo estimula através da entonação harmônica do mantra faz com que o objeto do seu desejo possa fluir. Você deve fazer esta entonação tal como o movimento de um pêndulo a ponto de poder  induzir um fluxo complexo no objeto do seu desejo, e assim fazemos a  magia(k) fluir  através da oscilação harmônica,  junto a isto nivele um fragmento de tempo para a sua prática, executando-a por duas ou três vezes conforme o tamanho do seu objeto de desejo. Este objeto pode ser qualquer desejo seja ele de ordem material ou emocional, tal como saúde e harmonia.  

Assim os magistas criam diversas formas de pensamento em sua mente que são inicialmente acessíveis através do poder da imaginação. Tais formas de pensamentos poderiam ser associadas com as egrégoras dos deuses thelêmicos, uma vez já possuam uma natureza criada e ativa nos planos astrais e mentais. Estados mentais incomuns podem ser requeridos para alcançar determinados estados harmônicos de consciência e que podem ser atingidos pelos ritos Tântricos ou Mágickos Sexuais. É notório também que outros estados de consciência elevada podem ser atingidos pela dor ou cansaço físicos extremos, isto explicando a imposição de alguns mestres de impulsionarem seus discípulos a obrigações. Este fato se baseia no conceito gnóstico pela existência natural e cultural da cruz como símbolo do sacrifício, pois a humanidade é concebida através da dor do parto. Isto explica também a importância dos símbolos mágickos e o seu valor nos múltiplos rituais como fontes para aumentar a amplitude ou a potência de energia. O dia a dia agitado das cidades e do trabalho afeta a nossa oscilação harmônica, isto explica porque os magistas são tidos como como pessoas misteriosas, dado a certo afastamento natural desses pólos. 

Explico agora a existência de entidades supranaturais. O Éter Cósmico possui muitas propriedades seja no campo fluídico ou na freqüência vibratória da propagação de idéias. Desenvolvi um teorema interessante em minhas pesquisas derivado das propriedades iniciais do espaço que o Éter ocupa e pelo fato de que objetos múltiplos podem ocupar o mesmo espaço do Éter, pois a sua freqüência ou fluxo se realiza em fases diferenciadas de manifestação. Imaginem um rádio quando você seleciona uma estação de rádio particular você pode compreender que uma estação de rádio pode modular através de ondas curtas ou pela freqüência modulada e ainda fazer que seja transmitida ao mesmo tempo. Porém você só poderá captar as duas salvo possua dois aparelhos de rádio somente em uma escala particular por vez. Assim é compreensível que entidades extrafísicas possam mudar seus fluxos afetando ou não o nosso estado de percepção de forma fenomenal a ponto de poder coexistir em nosso espaço-tempo ou talvez controlar algo em nossa "realidade" através dos meios indiretos. Pela ação Mágicka tais entidades podem ser chamadas para operarem modificando determinadas freqüências incomuns no éter físico. A mente humana é criada por um fator "oculto". É este fator oculto que nos faz sensíveis às tais forças. Fazendo sentido o fato de mundo astral, assim chamado normalmente, for justamente aquele que alinha uma própria faixa de freqüência ligeiramente diferente do Éter físico. 

Amor é a lei, amor sob vontade